Dois Joões, dois instrumentos, muita conversa e vários motivos!

João Pedro Dias Trompete

João Valinho Bateria


Maus Hábitos

R. de Passos Manuel 178 4º Piso, 4000-382 Porto


Entrada Livre

imagem Jazz à Mesa

As noites de sexta-feira começam com um concerto que dá o mote à jam session, aberta a todos os músicos que queiram vir participar neste movimento. Ligado à tradição como ponto de partida para os diversos percursos da música improvisada e do jazz contemporâneo, este encontro semanal é um ritual antigo, sempre novo, sempre diferente.

Gil Silva Saxofone

Gonçalo Sarmento Contrabaixo

Antón Quintela Bateria


Espaço Porta-Jazz

Praça da República 156, 4000-291 Porto


5€ / 3€ Membros (doação sugerida)

Membros
Imagem Jam hosted by Gil Silva

"A pequena criatura alada sentia-se particularmente frustrada naquela manhã solarenga e calorosa, boiando num mar desconhecido e calmo com os seus amiguinhos pássaros. Tinha o estômago a dissolver um delicioso peixe acabado de caçar, não via predadores à vista, mas sentia uma inquietação flamejante no seu espírito, um incómodo incessante que conquistava toda a sua atenção. Berrando e onomatopeando, levantou voo, pensando estar enjoada com o balançar das ondas, e procurou terra seca. Pelo caminho continuava a melodiar, não sabendo bem porquê, mas temendo que se parasse iria certamente implodir. Passou por vários pássaros, diferentes e semelhantes, que inevitavelmente ouviam o seu chilrear. Uns não gostavam porque pensavam que era uma tempestade atónica de sons sem sentido, outros pensavam que era demasiado comercial e superficial, que faltavam uns piu pius com mais conteúdo, outros escrutinavam e rolavam os olhos, exclamando que os pássaros já faziam aquele som há muito e tempo e que faltava originalidade. Havia um ou outro que dizia que gostava, mas era porque eram amigos dela e não queriam fazê-la sentir-se mal. A albAtroz, sentindo-se derrotada, calou-se e continuou o seu caminho, reparando que de facto não implodiu, mas não soube se devia ficar triste ou feliz com aquela informação. Lá achou terra, pousou, mas aquela ansiedade vulcânica que lhe corroía a alma de uma forma insopurtável ainda estava, portanto, a incomodá-la um pouco. Ponderou por uns momentos se aquela instabilidade emocional se devia ao facto de a Terra estar sempre a rodar sobre si mesmo e por isso nunca estando verdadeiramente parada, mas encolheu os ombros e olhou em sua volta, rodando também sobre si. Viu um aquário perto dela, e dentro dele uma tartaruga. O aquário era moderadamente bonito, nem muito grande nem muito pequeno, e a tartaruga lá passeava, vagueando no seu excremento, pois parecia que já não lhe trocavam a água há muito tempo. A ave teve pena, pois apercebeu-se que por muito que a tartaruga tentasse nunca conseguiria sair do aquário por vontade própria. Ainda pensou em ajudá-la, mas não queria sujar as asas na água choca, então virou costas e levantou voo, sentindo-se orgulhosa de si mesma por ter tido pena da tartaruga, e um pouco mais aliviada por ao menos não estar naquele aquário, ignorante do facto que tinha também um à sua volta, do qual nunca escaparia por muito que tentasse, e lá recomeçou o seu piu piu."

Joaquim Festas Guitarra

Joana Raquel Voz

Gil Silva Saxofone

Rafael Gomes Saxofone

João Cardita Bateria


Espaço Porta-Jazz

Praça da República 156, 4000-291 Porto


5€ / 3€ Membros (doação sugerida)

Membros
Imagem Joaquim Festas

"Sou como um espelho. Sigo os teus gestos quando me olhas, cesso quando não vês. Já dizem os outros que a imitação é a forma mais rudimentar do encómio, e nesse instinto me baseio. Quem apenas se inspira não tem personalidade, é necessário beber, como um sôfrego, seco ao sol pelo qual obceca. Escancarar as pálpebras, e temer nunca chegar a existir. Sou como um espelho. Olho-te de longe, enquanto tu refletes."

- Francisco Prata

João Próspero Contrabaixo

Rui Catarino Guitarra


Maus Hábitos

R. de Passos Manuel 178 4º Piso, 4000-382 Porto


Entrada Livre

imagem Jazz à Mesa

'Esfanes' é um ponto de encontro, num simulacro de um evento premeditado.

São 5 músicos em colisão ensaiada, todos na prática da reflexão sobre as ideias de cada um. Decidem tomar o caminho artístico comunitário, tantas vezes difuso como concreto, em que se decide e se cede, e assim se molda a expressão deste encontro. Dá-se um som coletivo, simultaneamente vertebrado e invertebrado, às vezes em lenga-lenga, outras em rima livre.

Lançam em 2024 o seu primeiro disco, em que registam a evolução do material musical que escolheram aprofundar nos dois anos anteriores, procurando sempre aumentar a flexibilidade desta música de maneira a descobrir as indetermináveis camadas que contém.


Foto Esfanes

Hugo Ferreira Guitarra

Gil Silva Saxofone

Miguel Meirinhos Piano

João Fragoso Contrabaixo

João Cardita Bateria


Acesso gratuito, sujeito à lotação da sala

Mais informações: ccultur@fe.up.pt


FEUP

s/n, R. Dr. Roberto Frias, 4200-465 Porto

Cartaz lançamento ESFANES

As noites de sexta-feira começam com um concerto que dá o mote à jam session, aberta a todos os músicos que queiram vir participar neste movimento. Ligado à tradição como ponto de partida para os diversos percursos da música improvisada e do jazz contemporâneo, este encontro semanal é um ritual antigo, sempre novo, sempre diferente.

Brian Blaker Saxofone

André Silva Guitarra

Pedro Molina Contrabaixo


Espaço Porta-Jazz

Praça da República 156, 4000-291 Porto


5€ / 3€ Membros (doação sugerida)

Membros
Imagem Jam hosted by Pedro Molina

“Não confundir com” é um trio de improvisação com uma instrumentação atípica que faz música atípica.

A comunicação e noção de espaço são as componentes chave num grupo flutuante, onde frequências e registos se misturam de modo a criar um organismo que se move de forma irrequieta entre o inesperado e o bizarro.

Nazaré da Silva Voz

João Gato Saxofone

Zé Almeida Contrabaixo


Espaço Porta-Jazz

Praça da República 156, 4000-291 Porto


5€ / 3€ Membros (doação sugerida)

Membros
Imagem Não Confundir Com

Jet Set Radio, Ape Escape, Super Monkey Ball são algumas das diversas trilhas sonoras que unem estes dois viajantes dos 90 na sua estética musical.

Festas e Atanásio imergem no mundo retro dos 90s e inícios de 2000s na procura da representação de alguns desses mundos num modo de história, no qual o conceito é a sua transformação para uma pintura sonora contemporânea.

"I was born in 2D, grew in 3D, retired in 4D but lived in 5D."

- Exe Dee

João Alves Bateria e electrónica

Joaquim Festas Guitarra


Maus Hábitos

R. de Passos Manuel 178 4º Piso, 4000-382 Porto


Entrada Livre

imagem Jazz à Mesa

As noites de sexta-feira começam com um concerto que dá o mote à jam session, aberta a todos os músicos que queiram vir participar neste movimento. Ligado à tradição como ponto de partida para os diversos percursos da música improvisada e do jazz contemporâneo, este encontro semanal é um ritual antigo, sempre novo, sempre diferente.

João Próspero Contrabaixo

João Guimarães Saxofone Alto

João Alves Bateria


Espaço Porta-Jazz

Praça da República 156, 4000-291 Porto


5€ / 3€ Membros (doação sugerida)

Membros
Imagem Jam hosted by João Próspero

YALA é um grupo formado em Amsterdão em 2023 que tem como base uma mistura entre o jazz contemporâneo e o hardbop com pinceladas de improvisação livre e soul.

A banda é composta por músicos com backgrounds muito variados. O pianista Juyoung Byun, proveniente da Coreia do Sul, tocou com numerosas bandas de Seul e continua presentemente a sua carreira musical na Europa a partir de Amsterdão. Rafael Motila é um baterista de Madrid presente há vários anos na cena de jazz espanhol, tocando em diferentes ocasiões com Chano Dominguez entre outros. Álvaro Orcajo é um contrabaixista galego que se formou ampliamente em música clássica e contemporânea em Barcelona, continuando agora a sua carreira dentro do jazz em Amsterdão. Por último, o trompetista Al Romanillos igualmente proveniente de Madrid, mudou-se para a capital dos Países Baixos, onde iniciou a sua carreira profissional, formando parte da cena local tanto como líder do seu trio, quanto como sideman de importantes músicos como Benjamin Herman.

Presentemente a formação está a realizar uma tour na qual tocarão em diferentes cidades como: Amsterdão, Barcelona, Madrid, Porto y Vigo.

Al Romanillos Trompete

Juyoung Byun Piano

Álvaro Orcajo Contrabaixo

Rafael Motila Bateria


Espaço Porta-Jazz

Praça da República 156, 4000-291 Porto


5€ / 3€ Membros (doação sugerida)

Membros
Imagem YALA

As noites de sexta-feira começam com um concerto que dá o mote à jam session, aberta a todos os músicos que queiram vir participar neste movimento. Ligado à tradição como ponto de partida para os diversos percursos da música improvisada e do jazz contemporâneo, este encontro semanal é um ritual antigo, sempre novo, sempre diferente.

Espaço Porta-Jazz

Praça da República 156, 4000-291 Porto


5€ / 3€ Membros (doação sugerida)

Membros

Espaço Porta-Jazz

Praça da República 156, 4000-291 Porto


5€ / 3€ Membros (doação sugerida)

Membros

Eventos Passados