Pedro Neves – Ausente

Listen / Buy CD

cd PN

Pedro Neves – piano
Miguel Ângelo – contrabaixo
Leandro Leonet – bateria

Ausente é o título do álbum de estreia do pianista Pedro Neves como líder do seu trio, completo pelo contrabaixista Miguel Ângelo e o baterista Leandro Leonet, que sumariza o trabalho desenvolvido pelos três músicos ao longo dos últimos anos.

Neste percurso partilhado foi encontrada uma linguagem abrangente dentro do vocabulário jazzístico, pelas vastas influências musicais que inspiram o pianista a compor. Assim, o resultado é o de um disco pleno de movimento, que convida a viajar por paisagens aéreas – em temas como “Casa do Santa” e “Presente” – e por outras que poderiam ser retiradas de um filme, como “A Bonança Pode Esperar” e o tema que dá nome ao álbum – “Ausente”.

.

.

Quantas perguntas cabem num disco?
 
Quanto lirismo podemos pôr dentro de um disco de Jazz?
A que distância devemos ficar para aferirmos a intimidade que existe em música?
De quanto tempo precisamos para transformar uma relação em cumplicidade?
Quantas vezes é necessário dizer que o Jazz também é europeu?
Como homenagear a presença do piano no seio da criação jazzística?
De que necessitamos para para poder afirmar que less is more?
E se a música de câmara fosse toda assim?
 
Sem presunção, creio que a resposta às perguntas formuladas é dada pelo Ausente trio de Pedro Neves.
Desafio-vos a provarem-me o contrário.
 
Dez 2013
Mário Azevedo
Críticas:
…Neves exibe uma escrita madura, revelando conhecimento do género e do formato, que corporiza num pianismo luminoso. Na peça-título, a mais longa do disco e a que o enceta, fica no ar a sensação de que a música foi composta como se se tratasse da banda sonora de um filme imaginário…

The record label of Associação Porta Jazz, which has been created in 2012, has been disclosing the diversity and the good Jazz standard made in Oporto, but this seventh release really rings the bell: Ausente the debut album of the pianist Pedro Neves trio (born in 1978), with Miguel Ângelo (bass) and Leandro Leonet (drums), stands at the same level of what the “classic” piano trio has generated in Portugal – Mário Laginha, Bernardo Sassetti, Kolme, Filipe Raposo – or abroad – Bobo Stenson, António Farao, John Taylor, Jef Nev. These names are not stated randomly, as Pedro Neves shares with these a tasteful sense of melody and a marvelous balance between rhythmic and lyric elan. The Neves nine themes are consistently inspirational and the intimacy of the trio is flawless (the piano is just a primus inter pares). The handling of the strain / relaxation and effusion / restraint extremes is astute. “Sete Palmos” stands out by its solemn and dramatic tone recalling the piano ballads of the Germanic romanticism; “Lady Bug” by graciously dancing throughout a relaxing funk in between arrhythmias; “Presente” by the melody that makes any composer eaten up with envy.With a debut with this maturity and refinement, Pedro Neves makes his presence known at the Jazz arena.

 in: Time Out Lisboa/Porto

.

.

Voltar ao Catálogo / Back to Catalogue